You Are Here: Home » Asa Branca – Luiz Gonzaga

Asa Branca – Luiz Gonzaga

 

Luiz Gonzaga

Luiz Gonzaga

O pernambucano Luiz Gonzaga do Nascimento foi realmente um artista popular. De 1946 a 1955, ele foi o cantor que mais vendeu discos no Brasil, somando quase 200 gravados e mais de 30 milhões de cópias vendidas. Luiz Gonzaga nasceu em 13 de dezembro de 1912 e morreu em 2 de agosto de 1989.

Considerado como o maior cantor nordestino de todos os tempos, esse grande forrozeiro ajudou a quebrar o preconceito contra a música regional e inventou um jeito de cantar, de fazer poesia, um estilo musical e uma forma de protesto social por meio da música.

A canção “Asa Branca” ilustra a triste fuga dos nordestinos que tentam a vida em outras regiões do Brasil por causa seca.


Asa Branca (Luiz Gonzaga/Humberto Teixeira)

Quando oiei (olhei) a terra ardendo
Qua (igual a) fogueira de São João
Eu perguntei a Deus do céu, uai
Por que tamanha judiação

Que braseiro, que fornaia (fornalha)
Nem um pé de prantação (plantação)
Por farta (falta) d’água perdi meu gado
Morreu de sede meu alazão

Até mesmo a asa branca
Bateu asas do sertão
Então eu disse adeus Rosinha (Diminutivo de Rosa, nome próprio)
Guarda contigo meu coração

Hoje longe muitas léguas
Numa triste solidão
Espero a chuva cair de novo
Pra me voltar pro meu sertão

Quando o verde dos teus oio (olhos)
Se espalhar na prantação
Eu te asseguro não chore não, viu
Que eu voltarei, viu
Meu coração

Vocabulário
Fogueira – monte de lenha ou de outro combustível em que se ateia fogo
Forrozeiro – quem canta ou dança forró
Uai – interjeição usada para exprimir surpresa, espanto
Judiação
– ato de maltratar alguém
Braseiro – calor intenso
Gado – Conjunto de animais criados em propriedade rural (gado bovino, caprino, suíno etc.); rebanho.
Alazão – cavalo de cor castanho-avermelhado
Asa brancapássaro símbolo do nordeste brasileiro
Assegurar – tornar certo, seguro; garantir
Seca – falta de chuva; estiagem

Learn Brazilian Portuguese online with our free lessons