Você está aqui:Home » A origem da Capoeira

A origem da Capoeira

 

 

A origem da capoeira começa no século XVI, quando o Brasil ainda era colônia de Portugal.

A mão-de-obra escrava africana foi muito utilizada no Brasil, principalmente nos engenhos do nordeste brasileiro. Boa parte dos escravos, vinha da região de Angola, também colônia portuguesa.

Ao chegarem ao Brasil, os africanos perceberam a necessidade de desenvolver formas de proteção contra a violência e repressão dos colonizadores brasileiros, pois os africanos sofriam constantemente com a violência e os castigos dos senhores de engenho, que proibiam os escravos de praticar qualquer tipo de luta. Para terem mais chances de sobrevivência ao ambiente hostil e enfrentarem a perseguição dos capitães-do-mato, os escravos mesclaram o ritmo de suas danças com um tipo de luta.

Surgia assim a capoeira, uma arte marcial disfarçada de dança. Além de servir como defesa pessoal, a capoeira também aliviava o estresse do trabalho e mantinha a boa forma física.

A prática da capoeira ocorria nos terrenos de mata mais rala, conhecidos como “capoeiras”. O termo vem do tupi kapu’era, e significa “mata que foi”, se referindo aos trechos de mata que eram queimados ou cortados para abrir terreno para as plantações.

Uma característica que diferencia a capoeira da maioria das outras artes marciais é sua musicalidade. Seus praticantes aprendem não apenas a lutar e a jogar, mas também a tocar os instrumentos típicos e a cantar.

Hoje em dia, a capoeira se tornou não apenas uma arte ou um aspecto cultural, mas uma verdadeira exportadora da cultura brasileira para o exterior e está presente em todos os continentes.


Vocabulário

Engenho – fazenda onde se cultiva cana-de-açúcar.
Senhor de engenho – dono de engenho
Capitão-do-mato – pessoa encarregada de capturar os escravos fugitivos
Trecho – parte, espaço

Learn Brazilian Portuguese online with our free lessons