A deportação em massa de brasileiros dos Estados Unidos Reviewed by Ricardo Filgueira on . [caption id="attachment_7153" align="alignnone" width="300"] Aprenda Português em Tempo Recorde[/caption] Olá! Neste sábado vou falar sobre um assunto que atual [caption id="attachment_7153" align="alignnone" width="300"] Aprenda Português em Tempo Recorde[/caption] Olá! Neste sábado vou falar sobre um assunto que atual Rating: 0
You Are Here: Home » PODCAST » A deportação em massa de brasileiros dos Estados Unidos

A deportação em massa de brasileiros dos Estados Unidos

A deportação em massa de brasileiros dos Estados Unidos

Olá! Neste sábado vou falar sobre um assunto que atualmente tem aparecido com frequência na mídia brasileira, que é a deportação de brasileiros dos Estados Unidos.

Antes de começar a falar sobre esse tema, preciso te lembrar que a transcrição deste áudio está disponível em portuguesdobrasil.com.br/brasilcomricardo

Os Estados Unidos têm intensificado a deportação de imigrantes ilegais. No dia 6 de março aterrissou no aeroporto de Confins (MG) mais um avião fretado pelo governo norte-americano com brasileiros deportados dos Estados Unidos.

Esse é o sétimo voo, dessa vez, com 55 passageiros a bordo. Desde outubro de 2019, cerca de 450 imigrantes ilegais foram devolvidos ao Brasil pelo governo Donald Trump nesses voos fretados. Cada voo custa cerca de 230.000 dólares aos cofres americanos e mais dois voos devem chegar ao país na próxima semana.

 

➡️ Notícias, cultura brasileira e dicas de português no Facebook

➡️ Minha rotina no Instagram

➡️ Imagens do Brasil e dicas de português no Pinterest

➡️ Cultura brasileira e aulas de português no YouTube

 

As deportações fazem parte de novo acordo entre os governos do Brasil e dos Estados Unidos, que facilita o procedimento de saída de imigrantes brasileiros considerados ilegais no país.

Na contramão do direito internacional, os Estados Unidos vêm deportando em massa brasileiros que tentam entrar de maneira ilegal no país cruzando a fronteira com o México ou que estejam em busca de asilo. 

Em julho de 2019 o governo dos EUA anunciou um novo processo de deportação rápida, que dispensa a necessidade de os casos passarem pelos tribunais de imigração. Com as novas regras, qualquer imigrante que não consiga provar que esteve no país por dois anos ininterruptos pode ser deportado de forma imediata.

Antes dessas mudanças, só poderiam ser deportados de forma rápida aqueles que fossem detidos até 160 km da fronteira e que estivessem no país há menos de duas semanas.

 

 

Imigrantes encontrados no resto do país ou que demonstrassem ter estado por mais de duas semanas nos Estados Unidos eram encaminhados a tribunais para julgar a deportação, e com direito a um advogado para auxiliar no caso.

Agora, a nova regra estabelece que uma pessoa pode ser deportada imediatamente, independentemente da distância da fronteira.

No governo de Trump, qualquer tipo de infração ou crime é agora passível de deportação. Analistas estimam que os 11 milhões de imigrantes indocumentados que vivem atualmente nos Estados Unidos poderiam estar suscetíveis à deportação.

Bem diferente do governo anterior, de Barack Obama, cuja a prioridade era deportar imigrantes indocumentados condenados por crimes graves ou que representassem uma ameaça à segurança nacional. Em seu governo, mesmo um imigrante indocumentado detido podia permanecer em liberdade sob fiança se não tivesse um histórico criminal, além disso, a deportação seguia uma sequência de ações legais. 

Com a mudança da lei norte-americana, os imigrantes ilegais pegos na fronteira são presos nos campos de imigração, aguardando a deportação. É o fim da política de “capturar e liberar” que permitia soltar quem era detido por estar no país em situação irregular enquanto aguardava pelo julgamento de seu processo.

E com o crescente número de imigrantes ilegais, os centros de detenção estão cada vez mais operando em condições inadequadas

Brasileiros deportados relataram diversos casos de agressividade e humilhação. Eles passaram por situações delicadas e traumatizantes: documentos pessoais foram apreendidos, há pouca alimentação, adultos e crianças dormem no chão frio, os banheiros ficam no meio das celas e várias pessoas chegam a ficar mais de 10 dias sem poder tomar banho.

Muitos têm os celulares apreendidos quando são detidos e, por isso, ficam impossibilitados de entrar em contato com seus parentes.

 

CLIQUE AQUI PARA PARTICIPAR

 

E por incrível que pareça, a situação dos brasileiros poderia ser ainda pior, pois se o governo brasileiro não aceitasse os voos, os deportados continuariam presos nos EUA por muito mais tempo. O próprio presidente Jair Bolsonaro já afirmou que é “direito” dos Estados Unidos deportarem brasileiros que entraram no país ilegalmente.

As atuais regras de imigração dos Estados Unidos podem ser duras e até cruéis, mas não podemos esquecer que a pessoa que entra no país de forma ilegal, está infringindo as leis americanas. 

Ao meu ver, ir contra as leis é crime, mesmo que a justificativa seja tentar uma nova vida.

 

🎧Você pode seguir meu podcast no PodBean, Spotify ou Google Podcasts. Para baixar o arquivo em MP3, clique no ícone da seta para baixo localizado no player do áudio, no início desta página.

 

🙋‍♂️🙋‍♀️Envie sua sugestão de assunto, elogio ou crítica via Facebook ou Instagram
 

Vocabulário

Um avião fretado: a chartered plane
Cerca de: nearly; around
Novo acordo: new agreement/deal
Na contramão do direito internacional: contrary to international law; against international law
Dois anos ininterruptos: two-year breakthrough
Ser detido: to be stopped/arrested
Eles eram encaminhados a tribunais: they were sent to courts
Infração: infringement
Estar suscetíveis à deportação: to be liable to deportation
Condenados por crimes graves: convicted/sentenced of serious crimes
Representar uma ameaça: to pose a threat
Soltar: to free; to release
Em condições inadequadas: in improper conditions
Documentos pessoais foram apreendidos: personal documents have been seized
E por incrível que pareça: oddly enough; And as incredible as it sounds
Infringindo as leis: breaking the law
Ao meu ver: in my opinion; in my view

Learn Brazilian Portuguese online with our courses.